As playlists de novidades musicais da Sexta Sei em 2021

Pelo amor de Deize

Fabiano Moreira

Ano novo, playlist nova! Vamos reunir, neste post, as playlists mensais da Sexta Sei, criadas a partir das que saem, toda sexta, na coluna, com os lançamentos do streaming na semana. As do ano passado está aqui.

Janeiro


O ano começou macio com lançamentos especiais, como o de Gustavo Galo, que foi no final do ano passado, mas que entra no nosso 2021 pela lógica de organizar sextando. Ano novo, vitrola nova, rodando as belezuras que são o disco de releituras de funks de Luana Carvalho com produção de Kassin, o excelente disco de estreia dos meninos do Roça Nova, EP de Duda Beat e Nando Reis, disco de estreia do Nu Azeite, novo das Anavitória, álbum de Lê Almeida. E, claro, uma festa de singles de Jup do Bairro, Gal Costa com Silva e Criolo, Filipe Catto, Natiruts e Ziggy Marley, Chico Chico e Mantuano, Banda Teresa e Kassin, Marina Sena, Matheus VK, IAMDDB, As Baías e Luisa Sonza, MC carol, Mart’nália e Johnny Hooker, Kamau, Rincon Sapiência, Kylie Minogue e Dua Lipa, Edgar, Bk, Anitta, Zé Manoel, Romero Ferro e Duda Brack.

Fevereiro foi sem carnaval, mas, no streaming, o ritmo se fez presente em lançamentos bacanas,  como o feat de Daniela Mercury e Gal Costa, “Quando o carnaval chegar”, no frevo rasgado do menino Chico Chico e nos bloco de rua em Paquetá no clipe de Clarice Falcão. Entre os discos lançados, o mês não fez feio, com o “Navio Pirata” do BaianaSystem, fazendo a conexão Salvador-África,  “Nenhuma dor” de Gal Costa, ligando a voz imortal da MPB a novas vozes masculinas da atualidade, e o delicioso encontro de Chico Chico & João Mantuano, em disco homônimo. O mês foi marcado por feats poderosos, como o que juntou Ludmilla, Major Lazer e ÀTTØØXXÁ, os mineiros Paige e Kdu dos Anjos, Gaby Amarantos e Jaloo, cada dia mais perigosas, Gilberto Gil, Gilsons e Bem Gil em defesa da refloresta, Tássia Reis e Caio Nunez e Maria Luiza Jobim e Otto.

Março

As águas de março não fecharam o verão, mas foi um mês bom aos ouvidos, com novos discos de BaianaSystem, Rico Dalasam, Djonga, Alceu Valença, Jam da Silva, Victor Seixas, A Travestis e Thiago Elniño. Entre os singles que chamaram a atenção, tem Elza Soares em “Nós”, Diplo, Major Lazer e Guaynaa, Omulu e BNegão, Lucas Koka arrepiando no Triplx, Lila e Larinx, NoPorn fazendo o esquenta do disco novo, um encontro bacana entre Ângela Ro Ro e Zezé Motta e Sam Smith dando uma roupa nova a “Time after time”, imortalizada antes por Cindy Lauper.

Abril


Continuamos presos em casa, mas “na JBL é só só tamborzinhho bolado” com os novos discos de Yoùn, Lucas Vasconcellos, Boogarins, NoPorn, Kevin o Chris, remixes de Rita Lee, EP da Marina Lima, BaianaSystem, essa máquina de discos, Costa Gold, Vittória Braun e Rafael Lorga, Jean Tassy e Iuri Rio Branco, Duda Beat, Royal Blood e Gojira. O mês ainda foi marcado por singles, “Girl from Rio”, da Anitta, “Oxum”, da Bixarte, “Vinte vinte”, com Ana Moura, Branko e Conan Osíris, “Sorriso aberto”, com BNegão e Digitaldubs, “Onda”, do Chicken from Angola, “The darkness that you fear”, dos The Chemical Brothers, e muito mais.