As playlists de novidades musicais da Sexta Sei em 2020

Fabiano Moreira

Foi o mercado quem decidiu: sexta-feira é dia de lançamentos musicais nos canais de straming. Por isso, em toda edição da Sexta Sei, preparo uma playlist com as novidades da semana pra você colecionar. Seguem as playlists mensais 😉

Playlist Spotify

Playlist vídeos

E se 2020 fosse uma playlist? No nosso caso, a partir de julho, quando começou a Sexta Sei? Selecionei 5 tracks por mês para contar a história do ano, e não é que ficou massa? Taca-lhe play.

Dezembro

Dezembro foi agitado para os lançamentos, em comparação a outros dezembros, com novos discos de sir Paul McCartney, versão comemorativa dos 5 anos do Modo Diverso, do Rico Dalasam, Silva, Chico Chico em parceria com o neto de Gil, Fran, o disco zodiacal do Xamã, EP do Chromeo em parceria com Anomalie, e os bons novos trabalhos de Flora Matos e Gustavo Galo. Tivemos singles bem pedrada, como o encontro de  Criolo e Tropkillaz, Moreno Veloso cantando Marina Lima, Emicida e Gilberto Gil, Edgar anunciando novo disco (cada dia amo mais), Alice Caymmi relendo Latino, Leo Santanna e os Barões da Pisadinha, As Baías e Xandavião.

Foi o mercado quem decidiu: sexta-feira é dia de lançamentos musicais nos canais de streaming. Por isso, em toda edição da Sexta Sei, preparo uma playlist com as novidades da semana pra você colecionar. Seguem as playlists mensais 😉

Novembro

Os discos do mês foram “Vibração”, o novo baile black do Fabio Santanna, “Leão alado sem juba”, do Bruno Capinan, “Sin medo – del amor y otros demonios”, de Kali Uchis, “111 Deluxe”, de Pabllo Vittar, “Piorou”, de Tantão e os fita, “Plastic Hearts”, de Miley Cyrus, e “Solar”, de Luccas Carlos. Novembro também foi agitado por singles de responsa, como “Rainha da favela”, de Ludmilla, Urias, Linn da Quebrada & Badsista, Duda Brack, Gorillaz e Beck, Luana Carvalho, o encontro de Gaby Amarantos, Urias e Ney Matogrosso, DJ Thai, Cleo e Pocah, MARINA, Kiko Dinucci e Juçara Marçal, André Abujamra e Russo Passapusso, Dua Lipa e Miley Cyrus, BaianaSystem e Pavilhão 9, Gal Costa e Zeca Veloso e o maravilhoso encontro de Priscila Tossan, Mahmundi, Xande de Pilares e Leo Santanna, cantando Caetano, e de Gal Costa e Seu Jorge, interpretando Luiz Melodia.

Outubro

Nosso outubro teve discaço do Marcelo D2, “Assim tocam os meus tambores”, que saiu no final de setembro, mas acabou caindo no nosso outubro, risos. E Luedji Luna lançou seu segundo disco, “Bom mesmo é estar debaixo d’água”.O mês ainda foi marcado pelo bom disco de estreia do Lucas Gonçalves, do Maglore, “Se Chover”,  e álbuns de Zé Manoel, Paulinho da Viola, Celeste Moreau Antunes, Sam Smith e Marcelo Jeneci. O mês ainda teve dois singles dos mineiros do Rosa Neon, E o que mais? Teve Valesca Popozuda em grande forma com Heavy Baile, Deize Tigrona e Batekoo, single do disco dos juizforanos Roger Resende e Juliana Stanzani, As Baías e Cleonice e muito mais. 

 

Setembro

Setembro foi marcado pelo lançamento de novos e bons discos do rap nacional de Hot & Oreia, Kalli e Bk.’ Também saiu o disco da Lexa, e a obra do Itamarar Assumpção, olha que beleza, chegou chegando ao streaming. E o que mais? Singles do Baapz e do Matheus Engenheiro, aqui de Jufas, feats de Emicida e Ivete Sangalo, Anitta e Cardi B, Julio Secchin e Psirico, e duas novas músicas de As Baías, que mudaram a grafia do nome..

Agosto

Teve lançamentos dos bons discos de discos Beyoncé, Mateus Aleluia, Boogarins e WC no Beat, além da coletânea “Onze”, com inéditas de Adoniram Barbosa interpretadas por nomes como Elza Soares, Rubel e Illy. Ainda teve Caetano Veloso e o filho, Tom, GA31, Majur, Dedé Santaklaus, Boogarins, Moby, Disclosure, Beck. Kalli, Papatinho….

 

Julho

Essa playlist é mais curtinha, pois foram apenas três sexta-feiras, com direito aos dois lançamentos do RT Mallone e outros dois do Kevin O Chris, que eu amo tanto (ele me notou no Twitter, risos). Teve a novinha do Rosa Neón, “Fama”, Coyote e Fenda, Rincon Sapiência, Elza Soares e Renegado, Atooxxá que eu amo e Nação Zumbi, que sempre eleva.